Pular para o conteúdo principal

ContAção: tradição popular, teatro e jogo nas ruas de São Luís.


(Crítica teatral por Michelle Cabral)


A V da Semana do Teatro no Maranhão, edição 2010, incluiu pela primeira vez, dentro de sua programação, a mostra nacional de Teatro de Rua.

Tendo como cenário natural o Centro Histórico, popularmente conhecido como “Reviver”, os grupos (em sua maioria) ocuparam a Praça Nauro Machado que fez justiça ao nome que a batiza. Em seus contornos desfilaram ao longo da semana as mais diversas “poéticas teatrais” vindas de diferentes regiões do País.

Dentre muitos grupos teatrais que integraram a mostra, merece destaque a Cia. Xama Teatro de São Luís, o grupo, já conhecido pelo trabalho com “contação de histórias”, nos surpreendeu com o espetáculo de rua A Carroça é Nossa!

O espetáculo não fugiu à pesquisa com a narrativa que já caracteriza o grupo, no entanto não se deixou “aprisionar” na fala, ou na infantilização da narrativa, como comumente acontece nestes casos. Ao contrário, apresentaram um espetáculo de teatro com todos os seus ingredientes: corpo, ação, jogo.

O elenco, uma mistura de atores e brincantes, usou de todos os recursos de que dispunham

para contar e mostrar as lendas, histórias e brincadeiras de nossa cultura popular. Afinados,

com o acompanhamento ao vivo do ator e músico Lauande Ayres, usam a sonoplastia musical para pontuar os momentos cênicos, criando um interessante jogo de meta-teatro que conquistou o público logo na chegada.

A comunicação direta com a platéia incitava à participação fazendo do público co-autor em alguns momentos, como na cena da “adivinhação” e da lenda de São Marçal, onde pessoas da platéia (crianças) jogam como personagens.

O figurino não é inovador. Contudo é muito bem aplicado. Uma mescla de “comédia dell’arte” com elementos da cultura popular maranhense, preenche o espaço cênico com luz e cores atraindo o olhar do público passante.

Diante de tão cuidadoso trabalho, apenas uma ressalva se faz necessária. A carroça, principal elemento cenográfico, que dá sustentação ao nome do espetáculo, poderia ser mais bem aproveitada. Reduzida a utensílio (guarda- volumes) perde seu poder de teatralização e de integração à ação dramática, convertendo-se em “baú”.

Um detalhe fácil de resolver com esta trupe tão criativa e competente que só tem a contribuir ao teatro de rua do maranhão.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO

No mês de junho, o Estado do Maranhão se transforma num imenso arraial, são incontáveis os grupos de bumba-meu-boi que saem pra brincar. No som dos instrumentos e na face da cada brincante, podemos perceber o sangue do negro, do índio e do branco, correndo junto e feliz.
E é nesse clima de festa e alegria que a Carroça chega aos arraiais para encantar crianças e adultos, com canções de hoje e de outrora.
O espetáculo-animação “ A Carroça é Nossa” estreou, com a produção e realização da Tapete, Criações Cênicas em junho de 2005, no Tríduo Joanesco da Superintendência de Cultura Popular, realizando no mesmo ano diversas apresentações nos arraiais de São Luís, tendo participando também em Festivais de Teatro no Maranhão e no Ceará.
Em junho de 2009 “A Carroça é Nossa” retorna aos arraiais do nosso Estado com a produção e realização do Grupo Xama Teatro.
E especialmente para vocês recontamos aqui no blog a LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO, uma lenda maranhense, recontada por Gisele Vasconcelos no esp…

As Três Fiandeiras: comentários de quem viu!!!

Pra quem ainda não viu ,Vale a Pena ver! Assisti emocionado este espetáculo feito por 3 atrizes maduras e muito bem preparadas. A história é dramática, mas sem ser pessimista ou dolorosa. Um trabalho feito com a leveza e sensibilidade das atrizes e do diretor. o Espetáculo intimista, vem nos arrastando pra dentro da história , fluindo através do olhar ,do corpo e da voz da três mulheres(Renata Figueiredo,Rosa Ewerton e Gisele Vasconcelos) que como as Parcas seguem tecendo ,medindo e cortando o fio da existência. Parabéns , Xama Teatro, pela tessitura da arte! Isto se Chama TEATRO! (Urias de Oliveira, 22/04/2015)



As três fiandeiras! Num espaço rio enredamos as histórias do percurso do mar! Arquétipos da vida que nos leva, entre o fim e um novo início, a nos desafiar, a nos encantar, a nos redescobrir, a nos transformar e então enxergar o povir! Lembrei "O Cavaleiro do Destino". Ainda fica na memória a nau que eu construí: furta-cor com escamas de sereias e velas tecidas com s…

PASSEIOS PELA HISTÓRIA E CULTURA DO MARANHÃO

A partir de março, o Grupo Xama Teatro terá a honra de participar do projeto Passeios pela história e cultura do Maranhão, do escritor Wilson Marques.
Para quem já conhece, trata-se do velho e camarada Touchê, persoangem criado pelo escritor Wilson Marques, agora em grande estilo. Ele chega dentro de uma caixa cheia de suas aventuras, todas voltadas para a história e as tradições culturais maranhenses. Os livros foram todos ilustrados por Kirlley Velôso.
A caixa integra o projeto Passeios pela História e Cultura do Maranhãoque reúne seis livros do autor, e será lançado dia 12 de março (quinta-feira), no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande. O evento contará com apresentação do grupo Xama Teatro, inspirada no trabalho do escritor.
Foram produzidas 5 mil caixas personalizadas que serão doadas para os Faróis da Educação e escolas comunitárias de São Luís. O objetivo é enriquecer o acervo dessas instituições, promover o incentivo à leitura entre crianças e adolescente…