Pular para o conteúdo principal

As Três Fiandeiras: comentários de quem viu!!!



Pra quem ainda não viu ,Vale a Pena ver! Assisti emocionado este espetáculo feito por 3 atrizes maduras e muito bem preparadas. A história é dramática, mas sem ser pessimista ou dolorosa. Um trabalho feito com a leveza e sensibilidade das atrizes e do diretor. o Espetáculo intimista, vem nos arrastando pra dentro da história , fluindo através do olhar ,do corpo e da voz da três mulheres(Renata Figueiredo,Rosa Ewerton e Gisele Vasconcelos) que como as Parcas seguem tecendo ,medindo e cortando o fio da existência. Parabéns , Xama Teatro, pela tessitura da arte! Isto se Chama TEATRO! (Urias de Oliveira, 22/04/2015)




As três fiandeiras! Num espaço rio enredamos as histórias do percurso do mar! Arquétipos da vida que nos leva, entre o fim e um novo início, a nos desafiar, a nos encantar, a nos redescobrir, a nos transformar e então enxergar o povir! Lembrei "O Cavaleiro do Destino".
Ainda fica na memória a nau que eu construí: furta-cor com escamas de sereias e velas tecidas com seus cabelos! Recomendo! Parabéns Xama Teatro. ( Rodrigo França, 23/04/2015)



Uma trama cheia de sensibilidade e com oito histórias entrelaçadas. Eu adorei! ( Alex Oliveira de Souza,  21/04/2015)



Maravilhosas! Espetáculo sensível, para se emocionar, rir e também chorar! 
Aos que se interessam pelas questões de gênero, com a pedra de toque imprescindível que só a arte pode dar nessa aridez do dia-a- dia. ( Kátia Cuba, 25/04/2015)


Emocionante e delicado, um bom momento para você decidir começar a ver teatro. ( Marcelo Flecha 25/04/2015)


Texto interessante, engraçado e suficientemente dramático! A interação entre as personagens e a entrega das atrizes no desenrolar de seus respectivos papéis são os pontos mais marcantes ao meu ver. ( Leonardo Rocha, 23/04/2015)



Ao ver As Três Fiandeiras tenho essa agradável sensação musical que me embala sua encenação, cenário, figurino, iluminação, dramaturgia e músicas, que se personificam de forma delicada e sutil em potentes histórias e seres (...) Diante do que vi, reafirmo minha crença no teatro do Maranhão e não vejo outro caminho que não seja a labuta, a labuta, e a conduta. (Lauande Aires, 26/04/2015)


Belíssimo espetáculo!!!!! Texto, direção, cenário e é claro, as 3 fiandeiras descortinando as vidas de Das Dores, Chica e Zezé, perpassando em muitos momentos, as nossas próprias. O espaço, no casarão (Angelus Novus) é uma joia!!!! (Conceição Feitosa, 26/04/2015)

Ouro da casa! Assisti ontem a peça “As 3 Fiandeiras “ com as atrizes Gisele Vasconcelos, Rosa Ewerton e Renata Figueiredo. Bom, não sou crítica de teatro, mas nem precisa ser pra compreender a grandeza desse espetáculo. Dá pra perceber o desafio da originalidade em todos os sentidos. A pesquisa autoral do texto (densidade e leveza em total equilíbrio), a sintonia fina entre as atrizes (atuação primorosa, vertiginosa) a cantoria, dança e o humor (ri muito, gratidão!) afinados, figurino, fotografia, sonoplastia, iluminação, cenografia. O lúdico e o mítico. É tudo tão sofisticado que parece até simples. No melhor e caro sentido disso! Gostei tanto que pretendo repetir a sensação de arrebatamento, na certeza de que nada será como antes, e de que outras possibilidades emergirão. (Rose Mendes, 05 / 05 / 2015)

Fui ver "AS FIANDEIRAS" e fiquei "encantado". O universo onírico que o espetáculo oferece é imensurável. O texto transita entre o real e o fantástico criando uma atmosfera que provoca o choro e o riso na medida certa. Bom ver o desempenho de 3 boas atrizes que cantam, dançam (dançam sim) e interpretam na cena como raramente se tem visto em São Luis. Aplausos aGisele VasconcelosRenata Figueiredo e Rosa Ewerton Jara pelo "banho" de teatro puro! Sem exagero! Evoé!!!!!!! (Domingos Tourinho, 05 / 05 / 2015)

Domingo à noite trocamos o cineminha por um teatrinho. Mas, a noite merecia mais! No Casarão Angelus tivemos a graça de ver um grande teatro tecido por mãos talentosas e generosas. Gisele, Renata e Rosa encheram a sala dando voz e corpo ao ótimo texto do senhor do leme deste barco: Igor Nascimento! Quanta beleza da alma feminina falando a língua universal de nossa pequena grande humanidade! Tudo embalado por música de sonho e de verdade num luxo de direção musical por conta de Gustavo Correia. Parabéns a todos pelo grande trabalho! Força e delicadeza em ritmo de vento e de mar aberto. Meninos, eu vi! ( Andréa Oliveira, 04/05/2015)

TECENDO NO TEATRO

Nesse sábado, tive o privilégio de assistir, maravilhada, à peça “As 3 fiandeiras”. Público limitado, todos sentados em torno da cena. Cenário perfeito, atrizes concentradas, bem posicionadas, aguardando apenas o início da peça, como estátuas que, de repente, ganham vida (vi algo assim na França).
E então começa a viagem teatral: atrizes preocupadas com o destino do teatro - o teatro dentro do teatro, com criações de histórias, uma espécie de metateatro. O público envolvido, principalmente pelo talento das vozes bem articuladas das atrizes Renata Figueiredo, Gisele Vasconcelos e Rosa Ewerton, além dos textos tão bem “fiados” do dramaturgo Igor Nascimento. Há momentos de músicas (embalava o público. Pianista impecável), e chega-se até a ouvir o canto da sereia.
Tudo muito agradável! A imaginação navegou, mergulhou de escafandro no mar profundo, com todos os seus mistérios e entidades. Fazer com que se sonhe acordado é um dos objetivos da arte. E este foi alcançado pelos grupos Xama Teatro e Petite Mort! (Eva Chatel, 03/05/2015)


Tenho a certeza de que com esse texto - pesquisa, Igor Nascimento marca o início de uma bela trajetória pela dramaturgia. Em tão boa hora ressurge um espetáculo em que direção, cenografia, figurino, iluminação, tudo se completa. Mas são elas, Renata Figueiredo, Rosa Ewerton e Gisele Vasconcelos, que tecem com fibra forte a história cheia de rebuscamentos, com narrativas intercaladas, onde a dinâmica interpretativa usada pelas atrizes transcende ao que o grupo chama de escrita conjugada. O resultado é simplesmente magistral. Vale a pena assistir. (Wilson Martins, 28/04/2015)







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO

No mês de junho, o Estado do Maranhão se transforma num imenso arraial, são incontáveis os grupos de bumba-meu-boi que saem pra brincar. No som dos instrumentos e na face da cada brincante, podemos perceber o sangue do negro, do índio e do branco, correndo junto e feliz.
E é nesse clima de festa e alegria que a Carroça chega aos arraiais para encantar crianças e adultos, com canções de hoje e de outrora.
O espetáculo-animação “ A Carroça é Nossa” estreou, com a produção e realização da Tapete, Criações Cênicas em junho de 2005, no Tríduo Joanesco da Superintendência de Cultura Popular, realizando no mesmo ano diversas apresentações nos arraiais de São Luís, tendo participando também em Festivais de Teatro no Maranhão e no Ceará.
Em junho de 2009 “A Carroça é Nossa” retorna aos arraiais do nosso Estado com a produção e realização do Grupo Xama Teatro.
E especialmente para vocês recontamos aqui no blog a LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO, uma lenda maranhense, recontada por Gisele Vasconcelos no esp…

PASSEIOS PELA HISTÓRIA E CULTURA DO MARANHÃO

A partir de março, o Grupo Xama Teatro terá a honra de participar do projeto Passeios pela história e cultura do Maranhão, do escritor Wilson Marques.
Para quem já conhece, trata-se do velho e camarada Touchê, persoangem criado pelo escritor Wilson Marques, agora em grande estilo. Ele chega dentro de uma caixa cheia de suas aventuras, todas voltadas para a história e as tradições culturais maranhenses. Os livros foram todos ilustrados por Kirlley Velôso.
A caixa integra o projeto Passeios pela História e Cultura do Maranhãoque reúne seis livros do autor, e será lançado dia 12 de março (quinta-feira), no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande. O evento contará com apresentação do grupo Xama Teatro, inspirada no trabalho do escritor.
Foram produzidas 5 mil caixas personalizadas que serão doadas para os Faróis da Educação e escolas comunitárias de São Luís. O objetivo é enriquecer o acervo dessas instituições, promover o incentivo à leitura entre crianças e adolescente…