Pular para o conteúdo principal

performance Mulheres de Oslo na X Aldeia Sesc Guajajara de Arte

Programação da Aldeia Sesc Guajajara de Arte deixa intervalo de almoço dos comerciários especial

A performance Mulheres de Oslo durou cerca de 40 minutos promovendo interação com o público e levantando a autoestima dos que as ouviam

TEXTO: ANDRÉ VIANNA


No segundo dia da Aldeia Sesc  Guajajara de Arte  a performance Mulheres de Oslo deu um toque especial no horário de almoço do comerciário. A apresentação aconteceu por volta de meio dia, na Área de Vivência do Sesc Deodoro, apresentada por três personagens que liam a sorte e palavras positivas paras as pessoas.

Ao som de uma música bem agradável e relaxante as personagens que vestiam saias longas e coloridas cheias de bolsos, chamavam as pessoas e contavam segredos a elas e lhes entregavam bilhetes. Como aconteceu no horário do almoço, algumas pessoas saiam da fila para ouvir as palavras das Mulheres de Oslo que encantavam pelo sorriso que estampavam nos seus rostos e pelo que ouviam. “Ela me chamou e foi tão gentil que não me contive e dei um abraço nela. Ouvir coisas que nos colocam para cima é maravilhoso, ainda mais no mundo em que vivemos hoje com tanta violência”, disse a vendedora Maria de Ribamar Serra.


A performance durou cerca de 40 minutos fazendo essa interação com o público, levantando a autoestima dos que as ouviam. “Estou me sentindo ótima agora”, destacou Maria de Ribamar Serra.

Estudantes, trabalhadores, crianças, adultos, idosos todos se mostravam encantados e quem ainda não tinha ouvido o que as personagens diziam ficavam curiosos e não esperavam nem serem chamados por elas, indo voluntariamente. “Vi elas ali, me pareceu que estavam lendo a sorte das pessoas, então fui lá e me falaram algo incrível, espero que seja verdade”, revelou a promotora de vendas Tania Maria.

Mulheres de Oslo é uma produção do Grupo Xama Teatro que desenvolve ações artístico-culturais prezando pela diversidade dos seus projetos que abarcam a montagem e circulação de espetáculos, oferta de cursos de formação, apresentação de contadores de histórias, produção de encontros e festivais de teatro, produção e veiculação de programa radiofônico e realização de pesquisa com foco no ator-contador.

Em sua 10ª edição a Aldeia Sesc Guajajara de Artes acontece no período de 25 de novembro a 3 de dezembro nos municípios de São Luís e Raposa, evidenciando sua vocação multiculturalista por meio de uma ampla e rica programação fortemente marcada pelo diálogo com os coletivos e redes culturais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO

No mês de junho, o Estado do Maranhão se transforma num imenso arraial, são incontáveis os grupos de bumba-meu-boi que saem pra brincar. No som dos instrumentos e na face da cada brincante, podemos perceber o sangue do negro, do índio e do branco, correndo junto e feliz.
E é nesse clima de festa e alegria que a Carroça chega aos arraiais para encantar crianças e adultos, com canções de hoje e de outrora.
O espetáculo-animação “ A Carroça é Nossa” estreou, com a produção e realização da Tapete, Criações Cênicas em junho de 2005, no Tríduo Joanesco da Superintendência de Cultura Popular, realizando no mesmo ano diversas apresentações nos arraiais de São Luís, tendo participando também em Festivais de Teatro no Maranhão e no Ceará.
Em junho de 2009 “A Carroça é Nossa” retorna aos arraiais do nosso Estado com a produção e realização do Grupo Xama Teatro.
E especialmente para vocês recontamos aqui no blog a LENDA DO BOI DE SÃO JOÃO, uma lenda maranhense, recontada por Gisele Vasconcelos no esp…

As Três Fiandeiras: comentários de quem viu!!!

Pra quem ainda não viu ,Vale a Pena ver! Assisti emocionado este espetáculo feito por 3 atrizes maduras e muito bem preparadas. A história é dramática, mas sem ser pessimista ou dolorosa. Um trabalho feito com a leveza e sensibilidade das atrizes e do diretor. o Espetáculo intimista, vem nos arrastando pra dentro da história , fluindo através do olhar ,do corpo e da voz da três mulheres(Renata Figueiredo,Rosa Ewerton e Gisele Vasconcelos) que como as Parcas seguem tecendo ,medindo e cortando o fio da existência. Parabéns , Xama Teatro, pela tessitura da arte! Isto se Chama TEATRO! (Urias de Oliveira, 22/04/2015)



As três fiandeiras! Num espaço rio enredamos as histórias do percurso do mar! Arquétipos da vida que nos leva, entre o fim e um novo início, a nos desafiar, a nos encantar, a nos redescobrir, a nos transformar e então enxergar o povir! Lembrei "O Cavaleiro do Destino". Ainda fica na memória a nau que eu construí: furta-cor com escamas de sereias e velas tecidas com s…

PASSEIOS PELA HISTÓRIA E CULTURA DO MARANHÃO

A partir de março, o Grupo Xama Teatro terá a honra de participar do projeto Passeios pela história e cultura do Maranhão, do escritor Wilson Marques.
Para quem já conhece, trata-se do velho e camarada Touchê, persoangem criado pelo escritor Wilson Marques, agora em grande estilo. Ele chega dentro de uma caixa cheia de suas aventuras, todas voltadas para a história e as tradições culturais maranhenses. Os livros foram todos ilustrados por Kirlley Velôso.
A caixa integra o projeto Passeios pela História e Cultura do Maranhãoque reúne seis livros do autor, e será lançado dia 12 de março (quinta-feira), no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, na Praia Grande. O evento contará com apresentação do grupo Xama Teatro, inspirada no trabalho do escritor.
Foram produzidas 5 mil caixas personalizadas que serão doadas para os Faróis da Educação e escolas comunitárias de São Luís. O objetivo é enriquecer o acervo dessas instituições, promover o incentivo à leitura entre crianças e adolescente…